Brasília, Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

Poder e Saúde

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Comissões Subcomissão debate governança digital e saúde pública

Subcomissão debate governança digital e saúde pública

E-mail Imprimir PDF

Subcomissão debate governança digital e saúde pública.

A Subcomissão Especial de Cidades Inteligentes, da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, realiza uma audiência pública na próxima terça-feira (12) para discutir a aplicação de tecnologia no enfrentamento dos desafios na saúde pública.

Segundo o deputado Francisco Jr. (PSD-GO), que é presidente da subcomissão, o objetivo é debater experiências e possibilidades da utilização de tecnologia para melhoria da governança e do acesso à saúde pública, iniciativas de governo digital, transparência, comunicação com o cidadão, educação digital, soluções de gerenciamento de desastres, orçamento participativo, monitoramento de surtos e epidemias, comunicação e campanhas.

"Em tese, o processo de tomada de decisão para a incorporação de tecnologias na governança e gestão da saúde deve estar baseado nas melhores evidências científicas produzidas por estudos de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) e gestão de sua logística nas cidades. Contudo, nem sempre são adotadas as tecnologias que os estudos indicam como mais eficazes ou mais eficiente", afirma o deputado, destacando que o este processo é permeado pela influência de diversos grupos de interesses, como médicos, provedores de serviços de saúde, instituições financiadoras, produtores das tecnologias, associações de pacientes, entre outros. 

Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares a gerente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Lara Brainer Magalhães Torres de Oliveira; o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) de Jundiaí (SP), Tiago Teixeira; e representante do Ministério da Saúde. 

A audiência está marcada para as 10 horas, no plenário 16. Os interessados poderão participar enviando perguntas, críticas e sugestões. 

 
 
Fonte: Agência Câmara Notícias