Brasília, Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019

Poder e Saúde

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Comissões CAS debaterá síndrome de Tourette e importância das atividades físicas

CAS debaterá síndrome de Tourette e importância das atividades físicas

E-mail Imprimir PDF

CAS debaterá síndrome de Tourette e importância das atividades físicas.

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou, nesta quarta-feira (10), requerimento conjunto dos senadores Flávio Arns (Rede-PR) e Mara Gabrilli (PSDB-SP) para realização de audiência pública sobre a síndrome de Tourette. O debate terá a participação da Subcomissão Permanente de Assuntos Sociais das Pessoas com Deficiência, presidida por Arns, e da Subcomissão Temporária de Doenças Raras, presidida por Mara.

Os dois senadores sugeriram os seguintes convidados para a audiência: Ana Gabriela Hounie, médica especialista na síndrome de Tourette; Larissa Miranda, psicóloga e presidente da Associação Solidária do TOC e síndrome de Tourette; Aníbal Moreira Júnior, pai e membro da Comissão das Pessoas com Síndrome de Tourette; Alexandro Cardoso, estudante de psicopedagogia e portador da síndrome de Tourette; e Regina Aparecida da Silva Amourin, portadora da síndrome de Tourette.

Conforme explicaram Arns e Mara na justificação do requerimento, a síndrome de Tourette é um distúrbio genético de natureza neuropsiquiátrica, caracterizado por fenômenos compulsivos, que, muitas vezes, resultam em uma série repentina de múltiplos tiques motores e um ou mais tiques vocais. Essas manifestações podem durar pelo menos um ano e se iniciam antes dos 18 anos de idade.

Atividades físicas

Outro requerimento aprovado pela CAS nesta quarta-feira é para a realização de audiência pública conjunta com as Comissões de Educação (CE) e de Assuntos Econômicos (CAE) para divulgar projeto de parceria entre a Associação Brasileira de Academias (Acad-Brasil) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). A iniciativa pretende incentivar o combate ao sedentarismo e a melhoria nas condições de saúde da população por meio da prática de atividades físicas.

O pedido para o debate foi feito pelo presidente da comissão, senador Romário (Podemos-RJ). O tema deverá ser discutido com os seguintes expositores: o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta; o presidente da Acad-Brasil, o atleta Gustavo Borges; e a representante do Conselho Diretor da International Health and Racquets Sports Club Association (IHRSA), Mônica Marques, interlocutora do setor com a OMS.

As datas das audiências serão agendas e divulgadas pela Secretaria da CAS.

Fonte: Agência Senado