Brasília, Terça-Feira, 16 de Julho de 2019

Poder e Saúde

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Comissões CAS analisa saque do FGTS e benefícios fiscais para pessoas com doenças raras

CAS analisa saque do FGTS e benefícios fiscais para pessoas com doenças raras

E-mail Imprimir PDF

CAS analisa saque do FGTS e benefícios fiscais para pessoas com doenças raras.

Podem ser votados na próxima quarta-feira (22), às 9h, pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) projetos que beneficiam pessoas com doenças raras. Um dos textos permite a portadores dessas doenças o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O Projeto de Lei do Senado (PLS) 703/2015, diversifica as hipóteses de movimentação da conta vinculada do fundo. O texto, do senador Romário (Pode-RJ), inclui entre essas hipóteses doença grave, incapacitante ou rara; doença que demande cuidados permanentes ou de alto custo; doença que necessite de tratamento multidisciplinar; doença ou condição que dispense carência para concessão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez; e doença ou condição que motive isenção do Imposto de Renda.

“A liberação dos depósitos é plenamente justificável em caso de doença. O que nos parece exagerada é a norma legal atual que prevê a liberação do FGTS somente quando o trabalhador ou seus dependentes estiverem em estágio terminal. Muito mais recomendável é a utilização desses recursos quando ainda for possível prolongar a vida do trabalhador ou minorar, efetivamente, o sofrimento do paciente”, argumentou Romário.

O relator, senador Humberto Costa (PT-PE), recomendou a aprovação  do texto.

Imposto

Outro texto na pauta da comissão (PL 682/2019) concede benefícios fiscais aos contribuintes do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) que tenham dependentes com doenças raras. Apresentado pelo senador Flávio Arns (Rede-PR), o projeto garante ao contribuinte a duplicação do valor do desconto por dependente com doença rara. A proposta ainda dá prioridade na restituição do IRPF para esses cidadãos.

Os senadores também podem votar um pedido de audiência pública com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, para que ele preste informações sobre a Reforma da Previdência.

Fonte: Agência Senado