Brasília, Domingo, 07 de Março de 2021

Poder e Saúde

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Comissões Representantes de clínicas de hemodiálise pedem mais recursos ao governo federal

Representantes de clínicas de hemodiálise pedem mais recursos ao governo federal

E-mail Imprimir PDF

Representantes de clínicas de hemodiálise pedem mais recursos ao governo federal.

Ministério da Saúde diz que nova portaria está sendo construída para garantir o dinheiro, mas acusa estados e municípios de não repassar recursos para as clínicas

Representantes de clínicas de  hemodiálise pediram mais recursos ao governo federal para continuar atendendo pacientes com problemas renais durante a pandemia de Covid 19. Eles participaram de audiência pública promovida pela comissão externa que acompanha as ações de enfrentamento ao coronavírus.

O diretor-executivo da Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante, Carlos Pinho, pediu a renovação da Portaria 827/20, do Ministério da Saúde, que garante recursos extras para o tratamento dos pacientes sob suspeita ou com coronavírus.

Carlos Pinho lembrou que, por causa das determinações de segurança sanitária da Anvisa, o custo desses pacientes é muito maior para as clínicas, que tentam o aumento no aporte de recursos junto ao Ministério da Saúde desde abril deste ano.

“Salas diferenciadas, turnos diferenciados, aumento do consumo de EPI e de medicamentos como a heparina, tudo isso impacta diretamente no manejo desse paciente”, disse.

Alta demanda
O representante da Federação Nacional das Associações de Pacientes Renais e Transplantados do Brasil, Humberto Floriano, destacou que, mesmo antes da pandemia, os serviços de atendimento aos pacientes renais já não estavam dando conta da demanda. Segundo ele, atualmente centenas de pacientes esperam por vaga nas clínicas, internados em hospitais, correndo o risco de contraírem várias doenças, inclusive a Covid-19.

A relatora da comissão, deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), cobrou do Ministério da Saúde informações sobre a portaria que vai garantir o repasse dos recursos para as clínicas, já calculados os valores adicionais que estão sendo gastos para o tratamento dos pacientes renais com Covid-19.

“A nossa expectativa era de saber mais da construção da portaria que está sendo feita para atender essa situação emergencial das clínicas de hemodiálise que são prestadoras de serviços do SUS, pois elas também tiveram, como os hospitais, impactos diretos nas suas ações de serviço de saúde na compra de materiais e insumos estratégicos para atendimento dos pacientes”, observou.

Falha nos repasses
A representante do Ministério da Saúde, Daniela Salomão, confirmou que está sendo construída uma nova portaria para garantir os recursos para as clínicas de hemodiálise. Porém, ela lembrou que os recursos são enviados para os Fundos estaduais e municipais de saúde, cabendo aos gestores repassarem os valores para as clínicas.

“Eu gostaria de trazer aqui uma situação crônica das clínicas de diálise que é o não recebimento do dinheiro repassado pelo Ministério da Saúde de forma crônica e continuada. Eu acho que alguma legislação, algum tipo de punição tinha que ser previsto para o gestor que retenha o dinheiro das clínicas de diálise”, sugeriu.

O vice-presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, Daniel Calazans, destacou que, durante a pandemia, em alguns estados quase a metade dos pacientes internados precisaram de terapia renal. E muitos vão precisar de hemodiálise, sobrecarregando ainda mais os serviços de saúde.

Fonte: Agência Câmara de Notícias